Carregando, por favor aguarde
Cadastre-se e receba novidades
Assunto

Caminhoneiro

Agregar caminhão: o que é essa prática e quais as vantagens de trabalhar com ela

Quem trabalha como caminhoneiro está sempre apreensivo em relação ao preço do frete e com receio de ficar sem trabalho. Essas questões levam alguns profissionais a procurarem por alternativas que ajudem a contornar as dificuldades. Uma delas é agregar caminhão.

Primeiramente, é importante esclarecer o significado do termo: de forma simplificada, o proprietário de um caminhão (autônomo) firma um contrato com uma empresa para fazer entrega de produtos por determinado valor, previamente ajustado entre as partes. Mas, será que todos se adaptam bem a esse modelo de negócio?

A resposta não é exata, depende de vários fatores, como o perfil do profissional. No entanto, existem vantagens que devem ser cuidadosamente consideradas para quem precisa sair da zona de conforto e conseguir ganhos melhores, não apenas em dinheiro, mas em qualidade de vida e tempo. Confira algumas delas em nosso post.

Maior possibilidade de compartilhamento

Quando um caminhoneiro decide agregar o caminhão a uma empresa, passa a compartilhar riscos que, antes, apenas ele experimentava. Isso significa que os gastos com viagem — combustível, manutenção do caminhão, pedágio e outros — poderão ser cobertos pela empresa agregada ou divididos entre as partes contratantes (caminhoneiro e empresa).

Enquanto isso, a companhia procura novos clientes a fim de contratar mais fretes e expandir os lucros obtidos em cada viagem feita. Além disso, quando um profissional agrega o caminhão, é mais fácil evitar as viagens de retorno vazias e reduzir os prejuízos com combustível.

Vale salientar que algumas empresas adeptas desse modelo ainda contribuem com benefícios fixos aos agregados, como participação nos lucros, vale alimentação, FGTS, 13º salário etc.

A grande vantagem das empresas que optam por esse sistema é a redução dos custos, já que o veículo não é propriedade delas. Assim sendo, o trato não inclui custos de depreciação, nem de manutenção ou de compra. Mesmo assim, na maioria dos casos, as empresas que agregam caminhão colaboram para a manutenção.

Podemos exemplificar com a seguinte situação: o seu caminhão quebra em uma época de baixa frequência de fretes. Então, há pouco ou nenhum recurso financeiro disponível. Nesse momento, a empresa parceira pode contribuir com o conserto, ainda que seja colaborando com uma linha de crédito.

Mais liberdade

Quando um caminhoneiro agrega o seu veículo a uma empresa, ele está firmando uma parceria de fidelidade. Porém, isso não significa que precisa abrir mão da sua liberdade. Muitos profissionais decidem adquirir seu próprio caminhão, motivados por alguma experiência desagradável envolvendo a cultura organizacional de outra empresa com a qual trabalhou.

A partir do ponto em que você passa a ser responsável por si mesmo e comanda todo o seu trabalho, se torna totalmente livre para formular suas regras e decidir com quem deseja trabalhar. Contudo, as responsabilidades também aumentam.

Sendo assim, você se dispõe a realizar os fretes combinados, mas, por não ser funcionário registrado na empresa, você tem o benefício de flexibilizar os serviços e fechar outros fretes. Com isso, você é o seu próprio chefe e cria as suas regras. Essa possibilidade é libertadora, mas tome cuidado para não ultrapassar os seus limites pegando serviços além da sua capacidade.

Guia completo para ter segurança das estradasPowered by Rock Convert

Mais reconhecimento

O segmento de logística é bastante abrangente. Por isso, a construção de uma boa reputação é uma forma de se manter requisitado no mercado. Trabalhar como motorista agregado pode facilitar os seus relacionamentos no setor e estreitar os seus contatos com transportadoras ao realizar serviços constantemente.

Com o tempo, as suas virtudes como profissional começam a ser notadas e é dessa maneira que você ganha notoriedade e espaço. Assim, você constrói uma carreira de sucesso com naturalidade em parceria com as empresas.

Mais adiante, a sua autoridade na profissão resulta em indicações e, consequentemente, em uma valorização crescente entre seus pares. Trabalhar como agregado, portanto, pode fazer de você uma referência dentro desse setor tão concorrido.

Previsão de entrega de cargas e ganhos melhores

Embora não seja um colaborador efetivado pela empresa, o caminhoneiro agregado tem a possibilidade de planejar seus ganhos, já que, muitas vezes, o frete é fechado antecipadamente. Muitas empresas facilitam as coisas, criando rotinas e rotas com o intuito de otimizar o trabalho do motorista. Dessa forma, ele pode prever sua receita, o que traz mais segurança para fazer investimentos.

Para um caminhoneiro autônomo, essas situações se tornam imprevisíveis, uma vez que as incertezas quanto à regularidade dos serviços prestados são bem maiores. Além disso, há uma dependência de fretes ou ferramentas dos agenciadores de cargas, principalmente quando se trata dos fretes de retorno.

Enfrentamento da concorrência desleal

Quando um caminhoneiro decide agregar-se a uma empresa, ele passa a ter muito mais garantias em relação ao aumento do número de fretes. Sabemos que muitos motoristas autônomos são obrigados a passar um tempo parados em pontos estratégicos para encontrar novos serviços ou mesmo em postos de gasolina.

Ao agregar o caminhão, o temido tempo parado esperando ou procurando cargas se transforma em uma possibilidade muito pequena. Isso acontece porque você fica livre da concorrência desleal, bem como de agenciadores externos.

Maior apoio da transportadora

O profissional agregado não é um funcionário da transportadora. No entanto, em muitas ocasiões, pode dispor da uma parte da infraestrutura da companhia e do apoio operacional. Em alguns casos, a manutenção do seu caminhão fica por conta da empresa, afinal, é interesse dela que você esteja apto a realizar os fretes disponíveis.

Se você é um profissional com presença constante nos centros de distribuição, é natural que haja uma flexibilidade à sua mobilidade dentro do local. Sendo assim, você conquista liberdade para usar equipamentos e ferramentas mantidos para o reparo dos caminhões da própria transportadora.

Todo esse apoio acaba favorecendo, ainda, a oportunidade de fazer um bom networking, aumentando a sua lista de contatos profissionais. Dessa forma, você consegue desenvolver um trabalho com qualidade maior, além de aprimorar seus próprios conhecimentos ao entrar em contato com pessoas de outros setores.

Conforme ficou exposto, fica claro que agregar caminhão é uma forma mais conveniente de organizar a rotina de trabalho e escolher os fretes você prefere fazer. No entanto, como toda alternativa mais livre para trabalhar, o sucesso depende muito do perfil e da iniciativa do próprio profissional. Se o motorista se adapta facilmente, essa tende a ser uma relação ganha-ganha.

Se você é caminhoneiro e gosta de saber de novidades e curiosidades sobre essa profissão, siga-nos no Facebook e fique por dentro de mais conteúdos como este!

E-book: Caminhoneiro - saiba o passo a passo para se tornar um microempreendedor individualPowered by Rock Convert
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *