Carregando, por favor aguarde
Cadastre-se e receba novidades
Assunto

Peixes

Como fazer tanque de peixe com lona? Aprenda aqui!

Como fazer tanque de peixe com lona

Se o que você pretende é entender um pouco de como fazer tanque de peixe com lona, está no lugar certo. Neste artigo, vamos explicar como funciona o processo, apresentar os materiais necessários e mostrar a importância da qualidade da lona utilizada, entre outros detalhes.

Uma das principais vantagens de usar um tanque com lona é, justamente, o menor acúmulo de matéria orgânica na água. Esse fator evita a proliferação de parasitas e favorece o melhor desenvolvimento dos animais aquáticos que vivem naquele ambiente.

Para aprender a fazer um tanque de peixe com lona e saber como comprar os melhores materiais para a tarefa, comece a ler o texto agora mesmo!

Como fazer tanque de peixe com lona

Um tanque de peixe com lona nada mais é que um lago artificial — similar aos construídos para paisagismo dentro de um jardim, por exemplo. As lonas, ou usando o termo técnico geomembrana de PVC, garantem a impermeabilização e evitam problemas de infiltração no solo.

O passo a passo para a criação de um tanque de peixe com lona é, essencialmente, o seguinte:

  • criação do projeto e de um croqui para guiar a execução;
  • completa limpeza da área a ser usada para o tanque;
  • demarcação da área com estacas;
  • providências para evitar erosões e infiltrações;
  • reserva de 1 metro em volta do tanque;
  • construção de vala (coberta com terra) para fixação;
  • definição do formato do tanque;
  • escavação da área do tanque (com profundidade entre 0,80 mm e 150 mm);
  • definição da fonte de água para o tanque, bem como do tipo de abastecimento;
  • construção de um canal de deságue, capaz de drenar a água lateralmente — geralmente feito com tubos de PVC.

Cuidados necessários na construção do tanque

Além do passo a passo, algumas outras questões devem ser levadas em consideração por quem pretende construir o seu próprio tanque com lona. A profundidade, normalmente, é um ponto que deve ser avaliado com cautela. As geomembranas mais finas não são indicadas para tanques profundos, por exemplo. Nesse caso, é necessário trabalhar com um material mais espesso, capaz de resistir à pressão da água.  Porém, isso deve ser avaliado na formulação do projeto pelo técnico.

Nem todas as geomembranas são indicadas para a produção de organismos aquáticos. Na hora de comprar a lona, é preciso saber qual a composição ou, ainda, adquirir um material específico.

Isso é importante porque, dependendo dos compostos usados para fabricar a geomembrana, seu contato direto com o ambiente aquático pode alterar a qualidade da água. Há materiais que reagem quimicamente com a água e liberam substâncias que podem trazer problemas para os organismos vivos que habitam o tanque.

A importância da qualidade da lona usada no tanque de peixe

Para saber se a geomembrana escolhida tem qualidade para ser usada no tanque de peixe, é fundamental pesquisar e ler sobre o assunto. Vale a pena consultar pessoas especializadas no tema e, principalmente, comprar lonas produzidas por empresas de confiança e com tradição no mercado.

Fundamentalmente, uma boa lona deve garantir que o tanque não acumule matérias orgânicas, que podem resultar na proliferação de parasitas. É o caso do que pode ocorrer em um tanque feito somente de terra, por exemplo. Dessa forma, o ciclo reprodutivo dos peixes se torna mais rápido e eficiente, proporcionando ganhos de forma mais ágil.

A lona para piscicultura também deve garantir que o solo se mantenha impermeabilizado. Isso é importante porque evita que se percam nutrientes importantes. Assim, são maiores as chances de que o solo vai se manter firme, sem riscos de desmoronamento.

Materiais necessários para fazer um tanque de peixe com lona

Fora os equipamentos necessários para realizar a escavação da área onde será construído o tanque de peixe, é fundamental o uso de uma lona apropriada para a atividade. Os tanques de terra e de alvenaria, considerados os modelos mais tradicionais, também podem ser revestidos com a lona (geomembrana) para piscicultura.

Quando se fala em formato, os tanques podem ser circulares, quadrados ou retangulares. Dependendo da área disponível e do tipo de peixe a ser cultivado, formatos diferentes são indicados. Qualquer um deles, no entanto, também pode ser revestido com uma lona para piscicultura.

Lonas sob medida evitam a perda de água, entre outras vantagens

A compra de lonas sob medida é recomendada para uso em tanques para peixe. Isso ocorre por diversas razões, que vão desde a redução da perda de água até a facilidade de instalação. Além disso, é muito mais fácil limpar um tanque de lona do que um reservatório com terra no fundo.

Outro detalhe importante: quanto mais ajustada ao espaço a lona estiver, melhor é a sua capacidade de evitar a perda de água, seja por infiltração, seja por rachadura ou vazamento. Por isso, conhecer profundamente o espaço em que se pretende instalar o tanque e suas dimensões é considerado fundamental, antes mesmo de encomendar a lona sob medida.

As lonas da Sansuy

Há uma variedade de materiais a partir dos quais as lonas podem ser fabricadas. No caso da Sansuy, é produzida a Vinimanta, que se trata de uma geomembrana criada para impermeabilizar estruturas sob a terra.

Outro produto da empresa é o Vinigeomanta, composta pela geomembrana da Vinimanta, porém, acoplada a um Tecido Não Tecido (TNT). Por conter um geotêxtil, a lona fica mais protegida em caso de contato com pedras, raízes, quinas ou outros objetos que possam furar o material.

Neste artigo, apresentamos as principais dicas para quem quer saber como fazer tanque de peixe com lona. Além de seguir todas as recomendações técnicas, é fundamental contar com materiais de qualidade, capazes de proporcionar toda a segurança, para que a criação de animais aquáticos ocorra sem riscos e com alta produtividade.

Agora, para conhecer melhor os produtos da Sansuy, acesse nossa loja na internet para ver as novidades!

Powered by Rock Convert