Carregando, por favor aguarde
Cadastre-se e receba novidades
Assunto

Peixes

Criação de lagosta: quais são os cuidados necessários?

Criação de lagosta

*Imagem meramente ilustrativa.

A criação de espécies aquáticas é uma atividade comercial que tem mudado a vida de muitos produtores. Com uma boa infraestrutura e cuidados profissionais, é possível aproveitar um mercado lucrativo a longo prazo. Em meio a essas possibilidades, a criação de lagosta pode ser uma das melhores alternativas para se trabalhar, já que há bastante demanda por esse crustáceo.

No entanto, quem deseja investir na espécie deve se atentar aos cuidados necessários para ser um produtor qualificado. A lagosta tem restrições bastante específicas e um tempo de desenvolvimento bem mais alto do que a maioria de outras espécies marinhas, como os peixes.

É por conta disso que desenvolvemos este post com um resumo do que você precisa saber se pretende começar a criar lagostas. Saiba os detalhes da produção e quais cuidados são indispensáveis!

As oportunidades do mercado de criação de lagosta

Um dos crustáceos mais apreciados na culinária mundial, a lagosta tem uma carne saborosa e não custa barato, seja na compra em mercados e peixarias, seja em pratos vendidos por restaurantes. Para quem atua nesse segmento, trabalhar com a espécie pode ser uma ótima oportunidade de faturar bastante. Por isso, cada vez mais os piscicultores têm buscado saber mais sobre a criação!

Não faltam interessados em comprar o crustáceo, e isso, por si só, já é um ponto de destaque para quem quer entrar nesse mercado. Como produtor, é possível encontrar clientes fixos que vão redistribuir toda a sua criação. Isso representa um canal de lucro seguro e que, financeiramente, significa retorno rápido e lucro imediato assim que o ciclo de desenvolvimento da espécie estiver concluído.

No entanto, é preciso se atentar a alguns detalhes bastante específicos quanto à criação de lagosta. Muito do preço mais alto está ligado também às condições complexas e repleta de cuidados para que essa espécie se desenvolva bem.

A criação da lagosta e os cuidados que a envolvem

É possível criar lagostas em um esquema de aquicultura tradicional, com uma estrutura de tanques para que os crustáceos se desenvolvam bem. A questão é que, nesse esquema de cativeiro, o desenvolvimento das espécies é naturalmente bem mais longo do que no caso dos peixes.

Por isso, é fundamental que o produtor pense na lagosta como uma opção a parte de outra criação que já tenha. É uma espécie de investimento a longo prazo, mas que vai render bastante lucro. Mais especificamente, é de 5 a 7 anos o tempo médio para que uma lagosta chegue ao tamanho adequado para a comercialização.

Infraestrutura

Seria possível organizar criações marítimas, restringindo o espaço para que as lagostas se desenvolvessem dentro da água salgada em mares. Acontece que, geralmente, esses animais têm comportamento agressivo uns com os outros, estabelecendo uma atitude predatória.

Por conta disso, a melhor estrutura são os tanques circulares desenvolvidos para a piscicultura. Por mais que limitem o espaço quando os animais atingem certo tamanho, é muito maior a possibilidade de controlar o comportamento, a alimentação e até mesmo a qualidade da água em que eles vivem.

À medida que as lagostas crescem, pode ser necessário também adquirir tanques de maior tamanho. Por isso, esteja sempre pronto para investir nessa transição com o passar do tempo, a menos que você já as mantenha em uma estrutura ampla desde o início. Mas lembre-se: quanto maior o tanque, maiores os custos e o trabalho de manutenção.

Reprodução

Naturalmente, a criação de lagosta precisa começar com uma fêmea que, após a fase da muda, precisa receber a companhia de um macho. No processo comum, a fêmea libera feromônio e o macho continua o ciclo ao depositar os espermatozoides na fêmea. É preciso acompanhar o processo de acasalamento e, uma vez encerrado, o macho deve ser retirado do tanque.

A partir de então, começa um processo inicial de espera que pode levar pouco mais de 1 ano, chegando até a 15 meses, geralmente. Esse é o período de desenvolvimento dos ovos, em que a fêmea os libera logo em seguida. É possível observar esses ovos se desenvolvendo próximos às nadadeiras do crustáceo.

Manejo

Os ovos precisam ficar sozinhos na água até que os filhotes nasçam naturalmente. Após isso, a alimentação é feita com o uso de larvas, que precisam estar 100% livres de qualquer tipo de doença. Para isso, o melhor procedimento é utilizar um esterilizador conectado ao tanque de criação. Esse processo deve ser feito continuamente para garantir que as lagostas não sejam infectadas.

Conforme as lagostas se desenvolvem, o tamanho maior e o comportamento podem ser problemas para produtores que não têm uma estrutura adequada. Quando elas chegam à fase adulta, para evitar o comportamento predatório e agressivo, cada uma das lagostas deve ser colocada dentro das gaiolas. Isso evita qualquer problema e permite que elas sejam controladas individualmente.

Nesse estágio, fica claro como é necessário um tanque grande e que comporte as lagostas dentro de suas gaiolas. O trabalho é redobrado nesse período, mas valerá a pena a longo prazo!

A importância de uma infraestrutura adequada

A criação de lagostas só terá sucesso se o produtor for capaz de garantir uma estrutura com tanques de qualidade e capazes de abrigar o volume completo dos crustáceos. Eles precisam de espaço para que se desenvolvam adequadamente. Além disso, cada lagosta pode atingir um tamanho considerável, então é preciso ter um tanque ainda maior quando elas estão na fase adulta.

A infraestrutura para a criação não se difere muito da piscicultura tradicional. Além dos tanques para os crustáceos, é preciso ter um menor para as larvas, que devem se desenvolver com a água salgada bombeada para o espaço das lagostas. Isso garante que a alimentação de cada um dos crustáceos será adequada, o que é fundamental para que elas atinjam o tamanho máximo para comercialização.

A criação de lagosta é um empreendimento lucrativo e vantajoso para produtores que pretendem ter uma fonte de lucro a longo prazo. Tudo funcionará melhor se bons parceiros comerciais forem encontrados, o que garante que a criação seja vendida assim que atingir o tamanho certo.

Você também tem uma criação de peixes? Saiba como encontrar o melhor tanque para ela!

Powered by Rock Convert
2 comments
  1. Braulio Pinho

    Moro e tenho fazenda numa região de muita água ( região bragantina no Pará ) , daí meu interesse em desenvolver projeto aquicultura !!

Comments are closed.