Carregando, por favor aguarde
Cadastre-se e receba novidades
Assunto

Mercado

Linha de crédito para piscicultura: entenda como funciona!

crédito da piscicultura

A piscicultura no Brasil tem avançado rapidamente. Entre 2017 e 2018, o setor teve um crescimento de 8% e produziu 691 mil toneladas de peixes. Para incentivar o desenvolvimento e o crescimento da atividade, foi lançada uma linha de crédito para piscicultura.

O intuito desse financiamento é contribuir para o fortalecimento da produção e expandir a geração de renda e emprego dentro desse ramo. Desse modo, o Ministério da Pesca e Aquicultura visa agregar valor ao produto, de forma que diminua o seu custo final e, consequentemente, o consumo aumente.

Quer saber mais sobre esse subsídio? Neste artigo, vamos explicar como funciona a linha de crédito para piscicultura e quais são os requisitos para conseguir o financiamento.

Como funciona a linha de crédito para piscicultura?

piscicultura é o ramo com maior potencial de crescimento no Brasil. Dê olho nessa tendência, alguns bancos lançaram uma linha de crédito para incentivar a criação de peixes em nível nacional.

A linha de crédito abre novas perspectivas e amplia a produção. Se trabalhando apenas com seus próprios investimentos a piscicultura cresceu no Brasil, com a inclusão de capital externo para o seu custeio, a projeção é de um crescimento maior ainda.

A facilidade de juros baixos com longo prazo, a fim de que haja tempo de produzir e gerar renda, para começar a pagar contribui para que piscicultores aumentem a sua criação. O crédito busca garantir o exercício contínuo da atividade para possibilitar a constante oferta de produtos aos brasileiros.

As linhas de investimento oferecem condições para que aquicultores qualifiquem os seus meios de produção. Além disso, possibilitam que eles possam adquirir os itens necessários para o dia a dia da sua produção, como os custos de ração, mão de obra e vacinas.

Importante saber a diferença entre investimento e custo. Investimento em economia, em linhas gerais, significa a aplicação de capital com a expectativa de um benefício futuro, nesse caso se aplica aos tanques e equipamentos por exemplo. Custo é o valor pago ao trabalho necessário para a produção de bens e serviços, como ração, energia, vacinas, etc.

investir em piscicultura

Quem pode solicitar o financiamento?

Cada instituição financeira determina quais requisitos são necessários para a solicitação do crédito. No entanto, algumas informações são básicas e requeridas por todos os bancos: documentos de identificação, comprovante de renda, comprovante de residência e registro geral de atividade pesqueira.

Os requisitos necessários também mudam conforme o valor solicitado e a finalidade do negócio. Em alguns casos, pode ser solicitada a apresentação de alguma garantia, que pode ser fiança ou aval, alienação fiduciária, penhor ou hipoteca.

Dicas

Busque informações sobre as linhas de crédito que melhor se enquadram nas necessidades do seu negócio. Pesquise sobre as condições de pagamento, limites e custos. Também procure quais são os fatores de restrição (situação legal, garantia, capital próprio) e os analise junto às suas condições.

As instituições financeiras querem correr o mínimo de risco possível. Por isso, é fundamental ter um bom estudo do seu negócio que mostre ao banco que o seu projeto é financeiramente viável. Inclusive, algumas agências solicitam como requisito o estudo da viabilidade do projeto.

Para se preparar, monte um plano de negócio com uma análise detalhada do mercado, produto, operação e finanças da sua atividade. Apresente ao banco quais foram os seus resultados e como o investimento vai impactar o crescimento da sua atividade.

Priorize o financiamento de máquinas e equipamentos, guardando recursos próprios para capital de giro. As linhas de crédito para investimentos fixos têm custos menores, limites maiores e prazos de pagamento mais longos.

Quais bancos oferecem a linha de crédito para piscicultura?

O seu histórico com a instituição financeira pode contribuir positivamente para a conquista da sua linha de crédito. Procure entrar em contato com o banco que você já é cliente e avalie as condições oferecidas. Contudo, também pesquise outras opções.

Abaixo, confira quais são as instituições financeiras que investem na piscicultura.

Caixa Econômica Federal

A instituição financeira já oferece crédito para produtores agrícolas há mais de cinco anos e, desde 2018, implantou a linha de crédito para piscicultura. A linha de investimento tem como objetivo apoiar o segmento com o crédito e contribuir para a geração de renda e emprego.

Por enquanto, o crédito será oferecido apenas para cooperativas e empresas que recebem produtos de diversos criadores — integrados. A linha de custeio é disponibilizada para todas as áreas: investimento, comercialização e industrialização.

Banco do Brasil

Por meio do Pronaf Custeio, o Banco do Brasil oferece crédito agrícola direcionado para produtores de agricultura familiar. Para solicitar o subsídio, é necessário que o piscicultor tenha a Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP).

Cada produtor pode subsidiar até R$ 250 mil por ano agrícola. Já a taxa de juros da instituição é de 4,6% ao ano e prazo de até 12 meses para o pagamento. A linha de investimento é disponibilizada para a compra dos itens necessários para produção.

Banco do Nordeste

Os fundos do Banco do Nordeste são oferecidos a piscicultores da região nordeste e norte dos estados de Espírito Santo e Minas Gerais, na área de atuação da instituição. O objetivo do banco é financiar o custeio das atividades da piscicultura.

O limite de crédito oferecido pelo banco varia, sendo de até R$ 4 mil pela metodologia Agramigo ou R$ 2, 5 mil quando fora da metodologia, com prazo para pagamento de até 12 meses. A taxa de juros da instituição é de 2,5% ao ano.

Quais as expectativas de crescimento para o setor no Brasil?

O Brasil tem grande potencial para piscicultura, devido à sua capacidade hídrica. O setor vem crescendo e se fortalecendo na economia brasileira. A expectativa para este ano é de crescimento acelerado, com expansão de 10% em relação ao ano passado.

Só para a tilápia, principal espécie criada no país, é esperado um crescimento de 15%. Em 2018 foram produzidas mais de 400 mil toneladas. O crescimento na tilápia é significativo e é calculado um aumento ainda maior para os próximos anos.

Neste post, apresentamos as principais informações sobre a linha de crédito para piscicultura: quais os requisitos necessários para a solicitação do investimento e quais bancos oferecem esse subsídio. Além disso, mostramos como a piscicultura está crescendo no Brasil e as principais dicas para você escolher o melhor financiamento para seu negócio.

Para saber mais curiosidades sobre a piscicultura, continue a visita ao nosso blog e “Conheça o comércio de pescado e as principais tendências do setor”. Com todos esses conteúdos, você se tornará um especialista no assunto!

 

Powered by Rock Convert
4 comments
    1. Loja Sansuy Blog

      Olá Nelso, como vai? Nesse caso você deve procurar uma das instituições bancárias citadas para que façam a análise do seu perfil. Desejamos boa sorte!

Comments are closed.