Carregando, por favor aguarde
Cadastre-se e receba novidades
Assunto

Caminhoneiro

Mercado aquece e produção de caminhões aumenta 14%

caminhões mercado

Caminhões – Segundo a ANFAVEA (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), a produção de caminhões aqui no Brasil anda bem.

De janeiro a maio de 2017, a produção de caminhões aumentou consideravelmente em relação ao mesmo período do ano passado.

Nesse período, 29,2 mil unidades de caminhões foram fabricadas.

É claro que o Brasil continua em crise, porém o que ajuda os fabricantes é que, desse número, 11 mil serão exportados para outros países.

A exportação de caminhões em números

Enquanto o país continua num redemoinho – em grande parte devido à crise política ímpar – as exportações têm ajudado muita gente.

Se compararmos as exportações de caminhões este ano com o mesmo período do ano passado, houve um aumento de 40%.

Ainda segundo a ANFAVEA, a exportação de veículos semipesados aumentou 69,5% (algo em torno das 3,9 mil unidades);

Já a exportação de pesados aumentou 28,2% (em torno das 3,8 mil unidades comercializadas).

Mercado nacional

Enquanto o mercado de caminhões no exterior segue a todo vapor – e os dados de exportações, como já citados acima, revelam isso – aqui no país os números ainda seguem tímidos.

Guia completo para ter segurança das estradasPowered by Rock Convert

Do período de janeiro a maio deste ano, apenas 17,2 mil caminhões foram licenciados em todo o país, um número 19,4% menor (quase 20%) se comparado ao mesmo período do ano passado.

Além de ter um caminhão, você precisa de uma lona de qualidade para que sua viagem não tenha problemas. Compre agora mesmo na Loja Sansuy sua lona.

Ao que parece o jeito é continuar trabalhando para garantir sempre bons volumes de exportação.

Aprofundando-se nas negociações externas

Apesar do número avantajado de caminhões exportados, o Brasil ainda espera ansioso para uma melhora no comércio com a Europa.

Isso, claro, para não depender quase que integralmente de um comércio com os Estados Unidos de Donald Trump.

Uma possível mudança na parceria de Trump com o México traz mudanças consideráveis, pois os EUA podem começar, logo menos, a sobretaxar produtos mexicanos.

Se isso ocorrer, o México teria de vender mais em seu mercado interno ou buscar outros parceiros comerciais – como Brasil ou Argentina.

O jeito é esperarmos melhores negociações com a União Europeia, ou, na pior das hipóteses, com o Mercosul.

Continue lendo nossas dicas de estrada para não ser parado.

E-book: Caminhoneiro - saiba o passo a passo para se tornar um microempreendedor individualPowered by Rock Convert