Carregando, por favor aguarde
Cadastre-se e receba novidades
Assunto

Piscicultura

Quais peixes podem ser criados em tanque circular para piscicultura?

tanque circular para piscicultura

Conseguir um bom tanque circular para piscicultura é de grande importância para criadores que desejam ter um negócio de sucesso. Um ambiente adequado e com os requisitos básicos garantem o bom desenvolvimento dos peixes e a qualidade de sua chegada ao mercado consumidor.

Essa estrutura de tanque  oferece as melhores condições de criação para diferentes espécies. Um dos grandes destaques do modelo circular é justamente se mostrar competente no desenvolvimento de peixes de vários tipos.

Neste post, mostraremos mais sobre o tanque circular e sobre como ele pode ser útil! Conheça mais sobre sua estrutura, saiba como escolher o melhor, e veja as espécies mais recomendadas para ele!

O que é um tanque circular e por que ele é bom para a piscicultura?

Diferentes à primeira vista, o tanque circular para piscicultura é o mais adequado para esse tipo de atividade. Com diferentes tamanhos e com capacidades que variam de 3 a 108 mil litros, eles são capazes de abrigar diferentes tipos de criação, sejam elas pouco ou bastante volumosas.

Comodidade e segurança

Um dos pontos de maior destaque no tanque circular é a capacidade de poder montá-lo em áreas de preferência do criador. Na prática, isso representa regiões com  maior controle de temperatura e de ações como chuva ou ventos. É totalmente possível, por exemplo, posicionar o tanque em uma área coberta.

Naturalmente, isso traz muitos benefícios para os peixes, que deixam de sofrer com o impacto desses fatores naturais. Outro ponto de destaque é a segurança da criação, que em locais controlados fica protegida de predadores.

Animais como morcegos costumam atacar tanques durante a madrugada, e se os peixes estão expostos, o criador corre grande risco. Não entregar esse nível de segurança é contar com a sorte e lidar com riscos de prejuízos.

Garantia de bom desenvolvimento das espécies

Contudo, o maior benefício de um tanque circular para piscicultura é justamente o seu formato. A circunferência do tanque favorece o movimento dos cardumes que se movimentam em círculos.

É como se esses peixes tivessem um espaço “infinito” para se locomover. Essa não limitação, fruto do hábito do peixe e do formato do tanque, gera um grande benefício ao desenvolvimento das espécies, já que elas têm um ciclo mais saudável por manterem seu estilo de vida natural.

Alimentação adequada

O tanque circular para piscicultura também é um grande facilitador do manejo no sentido da alimentação das espécies. Isso porque seu formato favorece a distribuição adequada dos alimentos, de modo que todos os peixes consigam se alimentar na quantidade certa, e então se desenvolverem adequadamente.

Do contrário, em tanques escavados, peixes mais fortes e mais espertos poderiam ter vantagem sobre outros e se alimentar mais, gerando um desequilíbrio. Isso representaria irregularidade na amostragem de espécies, atrapalhando a qualidade da entrega do produtor ao mercado.

Quais são os principais peixes para serem criados nesses tanques?

Os tanques circulares são ótimas alternativas para algumas das principais espécies que mostram rentabilidade no Brasil, no entanto, é preciso avaliar a fase de criação.

No manejo reprodutivo, todas as espécies se desenvolvem bem nessa estrutura, sem restrições. O mesmo acontece quanto à larvicultura, alevinagem e na produção juvenil. A partir de então é que as exigências passam a ser maiores.

Os tipos de manejo mudam um pouco e, em se tratando de tanques circulares, quatro espécies são as mais adequadas: tilápia, pirarucu, tabatinga e tambaqui. Entenda melhor quais são os cuidados específicos com cada uma delas!

Tilápia

O grande destaque da tilápia é a sua facilidade em se adaptar a diversos climas e ambientes. A espécie é originária de águas doces, tendo sido muito forte a cultura de criação em lagoas e represas. Elas se desenvolvem sem nenhum problema nos tanques circulares, especialmente se neles forem usadas a mesma água onde estavam.

A tilápia também consegue lidar bem com as mudanças climáticas e com o impacto que essa variação gera na água. Isso não causa problemas em relação à captação de oxigênio para o seu desenvolvimento. A espécie também tem alimentação simples e mostra resistência. No mercado, sua carne é bastante apreciada e propicia muitas vendas!

Pirarucu

Comparado à tilápia, o pirarucu se assemelha no sentido de se adaptar tranquilamente a qualquer temperatura e condição de água. Isso quer dizer que ele também lida bem com variações de pH e sais minerais. O cuidado maior é em relação à oxigenação do tanque, que deve ser intensificada e controlada com rigor.

O grande destaque dessa espécie é sua capacidade de desenvolvimento. Um único peixe pode chegar até incríveis 200 quilos e, naturalmente, isso significa muito mais lucro ao produtor. Por ser ameaçado de extinção, o pirarucu só pode ser criado perante uma autorização que é concedida pelo Ministério da Pesca e Aquicultura.

Tabatinga

A tabatinga é um peixe originário do cruzamento do tambaqui com o pirapitinga. Essa indução foi feita para se obter uma espécie capaz de ter um desenvolvimento mais acelerado, rendendo assim maior lucro. Na prática, isso deu certo, já que a tabatinga tem um ganho de peso médio muito acima do que o normal quando comparado a outras espécies.

Adaptável, a tabatinga lida melhor com regiões mais quentes, mas não depende de cuidados específicos com o manejo. Quanto à alimentação, também não há restrições maiores, porém, o recomendável é prezar por uma ração mais balanceada. A reprodução acontece por meio de indução hormonal.

Tambaqui

Com ótima aceitação na culinária e fácil de ser criado, o tambaqui é uma boa alternativa para os tanques circulares. Ele é um peixe de água doce que não tem restrições muito marcantes quanto à alimentação e temperatura da água, por exemplo. O ciclo de criação vai de 8 a 12 meses, e eles chegam a pesar até 3 kg.

Onívoro, o tambaqui deve se alimentar de vegetais, garantindo seu desenvolvimento saudável, já que é assim que consegue absorver os nutrientes necessários. No mais, a espécie precisa apenas de cuidados regulares em relação à qualidade da água e rotinas de observação de seu crescimento.

Um tanque circular para piscicultura é uma excelente estrutura para garantir boa qualidade de desenvolvimento às espécies que você viu neste conteúdo. Agora que você já o conhece, busque um tanque que atenda ao tamanho da sua criação e que fique bem acomodado no espaço que você tem.

A Sansuy é especialista no assunto e tem um dos melhores tanques do mercado, o Vinitanque xp! Visite nossa loja online e confira nossas opções.

 

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert
2 comments

Comments are closed.