Carregando, por favor aguarde
Cadastre-se e receba novidades
Assunto

Feirante

Sazonalidade de vendas: saiba o que é e como usar na feira!

Sazonalidade de vendas

Os altos e baixos nas vendas são inevitáveis em qualquer empreendimento e costumam ser um fator preocupante para a maioria dos empresários, porém, não há como ignorar essa realidade. Então, a saída é ficar atento e aproveitar as oportunidades durante os períodos de sazonalidade de vendas.

Considerando o tipo de produto comercializado em feiras, é possível tirar muito proveito disso para incrementar o seu negócio. Por incrível que pareça, a flutuação da sazonalidade pode servir como estímulo para inovar, conquistar clientes e lucrar mais, portanto, é interessante entender um pouco mais do que se trata esse conceito. Continue a leitura e saiba mais!

O que é sazonalidade de vendas?

Resumidamente, sazonalidade é tudo que se relaciona a estação. Quando falamos de mercado de consumo, o termo diz respeito a todo e qualquer serviço ou produto submetido às oscilações de demanda do consumidor, que ocorrem ao longo do ano.

Essas variações são originárias de diversos fatores. Entre eles estão o clima (estações do ano), eventos periódicos (Olimpíadas, Copa do Mundo e outros), datas comemorativas (Dia das Crianças, Dia dos Namorados, Natal etc.) e até as crises, como a hídrica, que ocorreu há pouco tempo.

Os fatores que dão origem à sazonalidade ocorrem com frequência e podem se manifestar em quase tudo. Portanto, os desafios para lidar com isso são contínuos, e um deles é a influência direta no faturamento das empresas, podendo ser positiva ou negativa. Um exemplo simples é uma sorveteria.

No verão, os lucros podem ser incríveis, já que é a estação propícia para esse tipo de negócio. No entanto, o inverno chega, e tudo muda. Esse tipo de situação exige um planejamento cuidadoso e, se possível, o incremento de outro tipo de produto durante a estação mais fria, para compensar a baixa na venda de sorvetes.

Como aproveitar a sazonalidade de vendas na feira?

Os feirantes precisam lidar com os produtos cultivados nas estações específicas, o que pode ser menos preocupante que o exemplo da sorveteria. No entanto, nem por isso podem deixar de lado a criatividade e a astúcia para driblar e aproveitar a sazonalidade. Para tanto, selecionamos 5 dicas que podem ser usadas, conforme descrevemos a seguir.

Faça um bom planejamento

Para não ter surpresas desagradáveis, quem lida com produtos sazonais precisa ficar atento e elaborar um planejamento cuidadoso. O ideal é tomar essa providência logo no início do ano, para ter condições de antecipar as flutuações que ocorrerão em relação aos produtos da cada estação.

Dessa forma, você pode determinar estratégias de enfrentamento da sazonalidade negativa para alguns produtos, considerando o aumento dos preços e a queda no consumo. Nesses casos, a prática de preços promocionais para produtos em alta pode ser uma maneira de compensar a baixa venda dos demais.

A solução é usar a imaginação para contornar as dificuldades. Quando o assunto é oscilação, por melhor que seja o seu planejamento de vendas durante esse período, imprevistos acontecem.

Pode haver quebra de safra de algum produto que você conhece bem e vende mais, ou algum fator relacionado ao clima imprevisível que estamos enfrentando nos últimos anos. Isso afeta muito a dinâmica da produção de gêneros alimentícios.

Conheça bem os produtos

Para quem trabalha com venda de alimentos, é fundamental levar em conta a variação de oferta e do preço de acordo com os produtos do período. É preciso conhecer muito bem quais são os mais consumidos e os que serão mais afetados pela sazonalidade e identificar o que é mais procurado em determinadas épocas.

A partir disso, será possível verificar o quanto cada um custará para o negócio e para o consumidor. Por exemplo: se você comercializa abacaxi, já sabe que entre os meses de novembro e dezembro a oferta dessa fruta é bem maior que no restante do ano e, por isso, o custo é menor. O contrário também ocorre em outros meses, em obediência à lei da oferta e da procura.

Produtos vendidos em feira que utilizem alimentos da estação como ingrediente principal podem considerar o custo do ano todo e extrair uma média para assegurar uma boa margem de lucro.

Para efeito de planejamento, é interessante ponderar, ainda, a matéria-prima. Empreendedores inexperientes que lidam com produtos sazonais correm o risco de perder lucro caso deixem de adquirir os insumos necessários para períodos de alta demanda.

Estabeleça uma boa relação com os fornecedores

Qualquer negócio requer uma parceria estratégica com um fornecedor, que pode ser um grande aliado. É uma relação na qual as partes podem prosperar quando cumprem seus acordos e levam a honestidade a sério. Então, saber negociar é indispensável para conseguir os melhores preços, além de produtos de qualidade, aproveitando as oportunidades.

Imagine uma situação em que o fornecedor tem um grande lote de um tipo de fruta e não tem perspectiva de vendê-lo totalmente. Essa é a chance de arrematá-lo por um preço mais amigável.

Se a relação com essa parceria é realmente sólida, há muitas possibilidades de testar produtos novos mediante acordo de um fornecimento com preços bons, mesmo que os efeitos da sazonalidade não sejam tão positivos.

Vale salientar que alguns pontos que envolvem o trato com fornecedores estão mais ligados a questões de habilidades negociais e, dependendo do talento de cada empresário ao lidar com pessoas, isso pode ser benéfico em qualquer situação.

Faça promoções

Mesmo com o planejamento em dia e o estoque sob controle, é preciso ficar alerta caso as vendas fujam da sua meta programada. Nessas situações, torna-se necessário pensar na realização de promoções.

Se houver alguma data comemorativa relacionada com algum produto do seu segmento, também é uma boa oportunidade para manter o fluxo de caixa positivo ou até aumentar a receita.

O feirante que vende apenas frutas da estação pode aproveitar para fazer uma boa promoção de frutas cristalizadas e nozes na época do Natal. Já uma barraca de doces pode explorar certas datas para vender chocolates ou quitutes feitos de milho, como as festas juninas e julinas.

Em cada período de alta nas vendas é possível, ainda, oferecer itens paralelos, que não correspondam necessariamente às necessidades do seu cliente.

É importante analisar cada situação separadamente, já que um esforço muito grande de marketing, ou um destaque excessivo em momentos de baixa sazonalidade podem significar perda de dinheiro. Você pode, ainda, aproveitar a proximidade da sazonalidade de um produto específico e investir em marketing antes do início da temporada.

Cuide da imagem da barraca de feira

Algo muito importante a ser levado em conta é a imagem do seu local de trabalho, ou seja, a barraca. Ela precisa ser atrativa e transmitir uma imagem de limpeza, organização e segurança dos produtos que ali estão expostos.

Ao utilizar materiais mais adequados para a cobertura, como a lona impermeável, é possível proteger as frutas, verduras e hortaliças tanto da chuva como de altas temperaturas no interior da barraca. Dessa forma, você conserva os alimentos frescos por mais tempo e descarta uma quantidade menor de itens.

Para chamar a atenção dos clientes pela aparência, a lona de boa qualidade oferece opções de cores, garantindo um espaço mais atrativo e profissional. Muitas feiras já definem uma padronização de cores de acordo com os produtos oferecidos pelos feirantes, que serve para manter a unidade visual e facilitar a procura dos itens.

Para manter o fluxo de caixa em dia, é muito importante para o feirante considerar a sazonalidade de vendas ao fazer seu planejamento financeiro. As estratégias são variadas, conforme já citamos anteriormente — basta usar a criatividade, o que pode ser estimulante e divertido.

Se você gostou das dicas, aproveite para receber mais conteúdos como esse assinando a nossa newsletter!

Powered by Rock Convert